Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

Trabalhadores ocupam a sede da Air France em ato contra demissões

Fonte: Jornal El País

A Air France-KLM divulgou nesta segunda-feira um novo plano de reestruturação que poderia significar o corte de 2.900 postos de trabalho, depois que os pilotos da companhia rejeitaram a proposta para trabalhar mais horas.

Quatro sindicatos convocaram uma greve que coincidiu com o lançamento do plano numa reunião do Comitê Central da empresa nesta segunda. A reunião foi interrompida quando centenas de trabalhadores invadiram a sede da Air France em Roissy, nos arredores de Paris.

https://www.facebook.com/rtenews/videos/1165494733479527/

O diretor-presidente, Frederic Gagey, saiu repentinamente segundo dois membros do comitê. Esperava-se que a reunião recomeçasse algumas horas mais tarde. Vários diretores foram agredidos pelos manifestantes.

A Air France declarou que todos os voos continuariam operando, embora com “alguns atrasos”. As conversações com os pilotos sobre um plano de reestruturação inicial foram suspensas na semana passada, o que levou os gestores a elaborar uma versão “alternativa”.

Dura concorrência

Pierre Plissonnier, com terno e camisa rasgados, tenta saltar uma cerca com a ajuda de agentes. / KENZO TRIBOUILLARD (AFP)

A companhia aérea enfrenta uma feroz concorrência de rivais globais e havia tentado que os pilotos aceitassem voar 100 horas a mais por ano pelo mesmo salário. Eles recusaram o pedido por considerá-lo, na prática, uma redução salarial. Os sindicatos criticaram a decisão da empresa de seguir em frente com o plano após realizar o que eles qualificaram de uma “paródia” das negociações.

O Governo francês, que possui uma participação de 17,6% na companhia, criticou os pilotos. O primeiro-ministro, Manuel Valls, denunciou sua dura atitude. O diálogo foi “bloqueado por uma minoria que agiu por interesses puramente individuais”, disse no domingo o ministro de Finanças, Michel Sapin.

A Air France diz que elaborou o plano alternativo “para garantir os objetivos econômicos e o futuro da empresa” na competição com os principais rivais europeus, Lufthansa e British Airways-Iberia.

O plano inclui medidas como a redução de 10% dos voos de longa distância, um atraso em seus pedidos de novos Boeing 787 e a redução do quadro de funcionários. O presidente executivo, Alexandre de Juniac, disse na sexta que era a favor de saídas voluntárias e que as demissões seriam o “último recurso”. Mas Gagey indicou que as demissões são uma “possibilidade”, pois, “do contrário, não haveria possibilidade de melhorar a produtividade.”

Membros do sindicato afirmaram que o plano contempla a possibilidade de despedir 300 pilotos, 700 aeromoças e comissários de bordo e 1.900 trabalhadores em solo. Semana passada, uma fonte do conselho informou que a cifra de 2.900 trabalhadores havia sido apresentada como uma estimativa do excesso de pessoal em 2017 na companhia aérea, a maior da Europa em termos de tráfego e onde trabalham 52.000 pessoas. A empresa já cortou 5.500 postos de trabalho através de saídas voluntárias entre 2012 e 2014.

Espera-se que a Air France, que em 2004 realizou uma fusão com a KLM, sediada na Holanda, retire 14 aeronaves de longa distância e diminua o número de voos porque busca uma redução de custos de 1,8 bilhão de euros (7,8 bilhões de reais) em dois anos.

O Governo francês respaldou a empresa, e o primeiro-ministro Valls pediu que os pilotos aceitem o plano de reestruturação. “Se a Air France não evoluir, estará em perigo”, disse Valls no fim de semana.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Esta é uma edição especial de nossa Revista Movimento. Como forma de contribuir para os debates que ocorrerão na VI Conferência Nacional de nossa corrente, o Movimento Esquerda Socialista, este volume reúne dois números da revista (7 e 8). Dessa forma, pretendemos oferecer à militância e a nossos aliados e leitores documentos que constam do temário oficial do evento, bem como materiais que possam subsidiar as discussões que se realizarão. Na expectativa de uma VI Conferência de debates proveitosos para nossa corrente, desejamos a todas e todos uma boa leitura deste volume!

Solzinho