Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

SP: Com mais de 75% de adesão, greve dos professores no Estado continua

Fonte: Apeoesp

Mais 60 mil professores, reunidos em assembleia estadual no vão-livre do MASP (avenida Paulista) aprovaram a continuidade da greve da categoria, a realização de uma nova assembleia estadual no próximo dia 2 de abril (quinta-feira), às 14 horas, também no vão-livre do MASP e um calendário de mobilização. A estimativa do sindicato é de que a greve tenha atingido 75% da categoria na sexta-feira, mais de 172 mil professores.

Após a assembleia os professores realizaram caminhada pela Avenida Paulista e Rua da Consolação, encerrando com um Ato em Defesa da Escola Pública e pela Valorização do Magistério na Praça da República. No trajeto, houve adesão de outros setores sociais – fazendo crescer o número de participantes – e manifestações de apoio da população.

Ato público e reunião com o Secretário da Educação

Nesta segunda, 30 de março, a diretoria da APEOESP se reunirá com o secretário da Educação. A partir das 10h30, os professores irão se concentrar Praça da República – onde há um acampamento organizado pelo sindicato desde o dia 25 de março. Durante a reunião com o Secretário serão realizadas atividades e um novo Ato Público, ocasião na qual serão transmitidos informes sobre os resultados da reunião.

É importante que as subsedes mobilizem os professores para que participem desta atividade.

Calendário de mobilização
A assembleia aprovou as seguintes atividades:
Continuidade do acampamento, com a realização de atividades, entre elas uma programação cultural que pode ser verificada no portal da entidade (www.apeoesp.org.br).
Intensificação das visitas às escolas para diálogo com os professores que ainda não aderiram à greve, bem como com os alunos e pais.
Dia 30/03 – a partir das 10h30 – Ato público na Praça da República.
Dia 31/03 – reuniões de representantes/comandos de greve para avaliar eventual proposta do governo, situação da greve e planejar novas atividades.
Dia 01/04 – Panfletagens, atos regionais e outras atividades locais.
Dia 02/04 – Assembleia estadual às 14 horas no Vão Livre do MASP (Avenida Paulista) – Capital.

As principais reivindicações:

– Aumento de 75,33% para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior, rumo ao piso do DIEESE para PEB I com jornada de 20 horas semanais de trabalho, para professores da ativa e aposentados.
–  Conversão do bônus em reajuste salarial.
–  Pela implantação da jornada do piso.
–  Reabertura de classes e períodos fechados. Imediato desmembramento das salas superlotadas.
–  Máximo de 25 alunos por sala desde o primeiro ciclo do Ensino Fundamental ao Ensino Médio.
–  Nem “quarentena”, nem “duzentena” para os professores da categoria “O”.
–  Por uma nova forma de contratação de professores temporários, com garantia de direitos.
–  Garantia de atendimento médico no IAMSPE para os professores da categoria “O”.
–  Convocação e ingresso de todos os professores concursados.
– Garantia de PCPs nas escolas de acordo com a Resolução 75/2013. No mínimo um PCP em cada escola, independente do número de salas.
–  Garantia de condições adequadas de infraestrutura em todas as escolas.
–  Pelo fim da lei das faltas médicas; fim da perseguição aos professores nas perícias médicas.
– Pela aceleração dos processos de aposentadoria.
–  Pela correção das distorções no plano de carreira que prejudicam os aposentados.
–  Água para todos, em todas as escolas.
– Fim do projeto excludente de escola de tempo integral; por uma educação integrada.
– Fim do assédio moral.
– Fim do corte de verbas para as escolas.
– Pela ampliação dos repasses para as escolas.
– Aumento do valor do vale-alimentação e do vale-transporte.
– Continuidade do transporte escolar gratuito para os estudantes.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Na quinta edição da Revista Movimento, trazemos ao público um especial sobre a crise brasileira. Nele, publicamos longa entrevista com o economista Plinio Sampaio Jr., que oferece instigante diagnóstico do fracasso da política econômica conduzida pelos governos do PT. Fecham a seção dois artigos sobre o poder das corporações no capitalismo global e a teia corrupta que estabelecem com Estados e governos. Um conjunto de artigos sobre a situação internacional aborda as dificuldades enfrentadas pelo governo Trump, a crise na Venezuela e o avanço das lutas no Peru.

Abaporu

Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky

Leon Trotsky Joseph Stalin