Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

Pernambuco: Estudantes Fortalecendo a Greve dos Professores

Por Maria Augusta Brandão, do Movimento Juntos e do PSOL de Pernambuco

Greve professores PE (2)Numa sexta feira, há duas semanas atrás, os professores do estado de Pernambuco decidiram por unanimidade, em assembleia, decretar greve por tempo indeterminado. A greve demonstra que os professores superaram anos de desmobilização da categoria, apatia fortalecida pelas relações com os governos anteriores de parte de sua representação política.

 O governador Paulo Câmara (PSB), prometeu durante toda a campanha dobrar o solário dos professores, mas depois de eleito governador sequer paga o piso salarial. Depois de a categoria apontar pela primeira vez a campanha caluniosa, Câmara provocou os professores oferecendo míseros 0,89% de aumento salarial.

 A covardia e o autoritarismo do governador estão nos remetendo a épocas de ditadura, onde não se pode organizar politicamente para reivindicar direitos, sendo punido quem o faz. Diariamente são veiculados, nos meios de comunicação local, avisos do Governo do Estado exigindo que os professores encerrem a greve e voltem a dar aula, sem nenhuma negociação.

 Com tanta repressão e autoritarismo, os estudantes também decidiram aderir à greve em apoio a seus educadores. São estudantes secundaristas de rede pública, e estão se mobilizando todos os dias nas ruas e nas redes sociais em apoio à greve e em defesa de uma educação mais inclusiva e de qualidade. Porém muitos professores que aderiram à greve estão sofrendo fortes perseguições e ameaças do governo Paulo Câmara, e isto foi exposto nesta Quinta Feira, 22, em uma audiência pública realizada pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Pernambuco, presidida por Edilson Silva (PSOL).

 Os estudantes foram a ALEPE demonstrar seu apoio, e a audiência foi tomada por professores que estão em situação de assédio moral e agressão psicológica. O objetivo da audiência foi alcançado: Ouvir o que os professores tinham a dizer, e registrar todos os relatos de perseguições e ameaças do governo, para se defender e reagir.

 O que o Governo do estado está fazendo com os professores é uma caça as bruxas, uma pressão imoral e ilegal para que se encerre a greve sem a demanda da categoria ser atendida. Porém a greve segue, e os trabalhadores têm ao lado deles uma juventude que só fortalece a luta e a esperança da conquista.

Greve professores PE (1)

Os secundaristas foram contagiados e organizados pela greve de seus educadores, e já começam a se organizar para lutar contra os 7 bilhões de cortes na educação, os cortes de seus direitos. A juventude junto com os trabalhadores da educação já esta nas ruas dizendo que trabalhadores e estudantes não vão aceitar retirada de direitos ou ajustes pra que eles paguem pela crise. A greve está conseguindo parir uma série de lutas pela educação.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho