Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

Para entender o Brasil, olhemos para o mundo [Fala de Kshama Sawant]

Fala de Kshama Sawant – vereadora socialista de Seattle

tradução Maia Gonçalves do site www.mhuffpost.com para o Portal de La Izquierda

Neste fim de semana os eleitores do estado de Washington, nos EUA, garantiram uma enorme vitória para Bernie Sanders, com 73% dos votos. Na noite anterior às prévias, milhares foram ao Seattle Safeco Field para ouvir Bernie falar. Mas antes de Bernie subir ao palco, eu pude me endereçar a um público de aproximadamente 15.000 pessoas que se sentiu atraído pelo chamado por uma alternativa à política de Wall Street e do 1%.

“Seattle, vocês estão prontos para uma revolução política?

Vocês estão prontos para acolher Bernie Sanders na primeira grande cidade que ganhou um salário mínimo de US$ 15?
Meu nome é Kshama Sawant. Eu sou uma vereadora socialista de Seattle. Fui eleita sem receber um centavo das grandes corporações, lutando por um salário de US$ 15/hora e disputando como independente contra o establishment corporativo.
Nossa campanha popular foi centrada em torno da demanda dos US$ 15/hora, algo que o establishment político e a mídia zombou. Mas nós ganhamos.
Vocês sabem por que nós ganhamos? Porque nos organizamos! Porque os trabalhadores de Seattle se organizaram.

Porque: Quando lutamos, vencemos! [Cantado várias vezes]
Em novembro do ano passado, fui reeleita apesar de meio milhão de dólares das corporações sendo jogados contra nós. A campanha de Bernie é sobre isso: ​​Lutando e jogando fora o livro de regras da política corporativa.
Irmãs e irmãos, devemos permanecer unidos contra a misoginia, a intolerância e a islamofobia do bilionário Donald Trump.
Mas, sejamos claros, a campanha vil de Trump não surgiu do nada. Ela cresce para fora do pântano do racismo e do sexismo onde nada a política corporativa.

Vamos dizer o que defendemos alta e claramente: Vidas negras importam! [Cantado várias vezes]

Irmãs e irmãos, apenas 90 empresas são responsáveis por quase dois terços das emissões globais de carbono que estão esquentando nosso planeta. Este é o produto do casino gigantesco de especulação criado por esses ladrões de Wall Street. Neste sistema, o mercado é Deus e tudo é sacrificado no altar do lucro.

O futuro do nosso planeta exige que decidamos democraticamente como usar os recursos destas corporações gigantes, tornando-os propriedade pública democrática.
Isso é o socialismo democrático – colocar as pessoas e o planeta acima o lucro!
Precisamos de um presidente que lute pelos trabalhadores, pelos sindicatos e pelos imigrantes. Nós não precisamos de um presidente que ganhou milhões de dólares dos bancos de Wall Street!
Porque, como diz Bernie, o Congresso não regula Wall Street, Wall Street controla o Congresso. As grandes empresas financiam e controlam esses partidos políticos. Concordo com Bernie, é preciso pensar grande e fora da caixa.

Precisamos de um novo partido dos 99% e precisamos de candidatos em todos os lugares lutando por aquilo que Bernie defende: US$ 15/hora, Medicare para todos e educação gratuita.
Eu quero sentir o Bernie até novembro, e vocês?
Precisamos construir uma revolução que pode realmente tomar nosso país das mãos de bilionários e devolvê-lo às mãos de pessoas que trabalham. Solidariedade.”

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Esta é uma edição especial de nossa Revista Movimento. Como forma de contribuir para os debates que ocorrerão na VI Conferência Nacional de nossa corrente, o Movimento Esquerda Socialista, este volume reúne dois números da revista (7 e 8). Dessa forma, pretendemos oferecer à militância e a nossos aliados e leitores documentos que constam do temário oficial do evento, bem como materiais que possam subsidiar as discussões que se realizarão. Na expectativa de uma VI Conferência de debates proveitosos para nossa corrente, desejamos a todas e todos uma boa leitura deste volume!

Solzinho