Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

OPOSIÇÃO DE VERDADE! Metalúrgicos de Caxias/RS

A oposição dos Metalúrgicos de Caxias/RS, 5º maior polo metalúrgico do País, filiou-se a CSP-Conlutas. Esta é a resposta dada por dirigentes que procuram através de democracia, ampliar a participação dos setores políticos e sindicais na organização e mobilização dos metalúrgicos.

A categoria sente o aprofundamento da crise econômica, os ataques do governo Dilma, com a implementação do PPE (plano de proteção ao emprego na indústria) e a política de conciliação de classe das centrais sindicais. Soma-se a incapacidade das burocracias em responder de maneira consequente às lutas reivindicativas dos trabalhadores. Diante disso há, dia após dia, ruptura de setores importantes do movimento operário com suas antigas direções sindicais em busca alternativas políticas e organizativas para fortalecer um campo classista.

No sábado, dia 24 de outubro, Luizão ex-secretário Geral do sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul/RS deu as boas vindas às dezenas de metalúrgicos e a sindicalistas de diversas categorias e regiões do estado, que se reuniram para formalizar a união entre a “Oposição de Verdade” e a CSP CONLUTAS.

Atualmente o sindicato dos metalúrgicos é filiado a CBT, porém contribui financeiramente para a CTB e para a CUT. O principal dirigente da categoria e “chefe” do sindicato é o deputado federal pelo PCdoB Assis Mello que nas últimas eleições teve entre seus principais doadores a Marcopolo e a empresa Guerra, entre outras empresas metalúrgicas de Caxias. Fonte TSE. A quem serve aquele dirigente que busca financiamento de suas campanhas entre patronal, ou bem serve aos trabalhadores ou serve à patronal. A filiação ao CSP-Conlutas é uma importante conquista do sindicalismo combativo e independente contra a burocracia sindical, que têm paralisado a luta da categoria em troca de financiamento para campanha eleitoral.

Enquanto isso, a categoria sofre com mais de 10 mil postos de trabalhos fechados em Caxias e a direção do sindicato não convocou nenhuma luta. Os relatos do diretor do SINE na região são estarrecedores, que através da expedição dos seguros desemprego diz que nunca como hoje se viu tantas demissões na indústria de transformação e, percebe com o reflexo desta crise que aumentou o comercio informal na região.

Os depoimentos dos oradores mostraram de que é necessário resgatar o sindicalismo combativo, que se caracterizou com surgimento do Sindicato dos Metalúrgicos, e esta tarefa foi colocada para o próximo período. Denuncia um metalúrgico presente ao ato, que por segurança não colocamos o nome: “hoje o peão tem medo de entrar no sindicato é intimidado pela quantidade de seguranças e pela falta de democracia que marca as decisões tomadas pela direção do sindicato”.

Mas, a revolta contra o sindicalismo pelego e governista vai além, unem-se a Oposição de Verdade de Caxias, a oposição dos Metalúrgicos de Canoas que trava uma dura batalha contra a burocracia e a patronal. Em Canoas está previsto mais de 1000 demissões para o final deste ano com o fechamento da fabrica de motores MWM , e o sindicato ignora, não dá o menor sinal de existência. Ainda, se soma nesta luta os Metalúrgicos da Oposição de Gravataí, na região metropolitana de Porto Alegre.

Também estiveram presentes militantes e dirigentes do PSOL, PSB e PSTU; do SindMetrô/RS, SNDICAIXA/RS, do SindSaúde e da oposição do CPERS e o Jornal Lute!
Apoiamos às lutas e oposições que surjam na defesa da democracia e da mobilização.

Antonio Neto – Jornal Lute
Etevaldo Teixeira – Dirigente do PSOL

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

A edição n.6 da Revista Movimento celebra o centenário da Revolução de Outubro com artigo de Kevin Murphy sobre as origens do stalinismo. Luciana Genro discute a continuidade da Operação Lava Jato. Alvaro Bianchi introduz a nossos leitores conceitos de Antonio Gramsci. A revista também apresenta tradução de palestra de Angela Davis. Na seção internacional, publicamos artigo de Perry Anderson sobre a resiliência do centro neoliberal europeu. Edgardo Lander trata da situação venezuelana, Pedro Fuentes e Charles Rosa abordam a questão catalã. Um instigante artigo de Maycon Bezerra sobre Florestan Fernandes, a tese do MES para o Congresso do PSOL e nossa plataforma sindical completam a edição.

Abaporu

Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky

Leon Trotsky Joseph Stalin