Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

Não é possível ser a favor do PMDB e contra a corrupção

Por Felipe Ultramari Moreira

Há no PT uma síndrome de casta, cujos efeitos são a prepotência e a alienação. A crise, que com os protestos do dia 15 parece irremediavelmente grave, se arrasta desde ao menos junho de 2013 e a ela o governismo acenou com as soluções mais variadas, na prática sempre dentro de um espectro conservador, mas na retórica usando elementos da simbologia associada à história do petismo.

A semana começou com um gesto ao PMDB, fiador importante do tipo de governabilidade à qual pretendem. Ao que parece sob orientação de Lula resolveu-se ceder espaço ao PMDB, lhe atribuindo poder e ministérios de “porteira fechada”. Ela termina com o anúncio de um pacote de medidas para combater a corrupção, no que supõe atender à reivindicação de centenas de milhares que foram às ruas pedindo o impeachment da presidenta.

A suposição de que se pode ser a favor do PMDB e contra a corrupção revelam o que pensa o governo. Seguem achando que resolverão a crise política com um exercício de retórica. Que podem dissimular suas posições, mantendo os esquemas de corrupção instalados nos mais diversos ministérios e dizer que esse é o governo que mais investigou e puniu na história do país. Seguem a farsa, achando que o espetáculo no qual o povo só assistia continua. As ruas mostram o contrário. O tempo da casta acabou, só a prepotência e alienação a sustentam. Não é possível ser a favor do PMDB e contra a corrupção.

Felipe Ultramari Moreira é militante do MES/PSOL do Rio Grande do Norte

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho