Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

Movimentos sociais lançam a Frente Povo Sem Medo

Por Maurício Costa

No último dia 8 de outubro foi lançada em São Paulo a Frente “Povo Sem Medo”. Iniciativa do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto), a Frente é uma articulação nacional composta por quase 30 movimentos sociais incluindo sindicais, populares, de juventude e comunidades de base da igreja católica. O evento de lançamento reuniu mais de 500 militantes, contando também com intervenções de personalidades como Luciana Genro, a cartunista Laerte Coutinho, a professora e urbanista Ermínia Maricato e o jurista Jorge Souto Maior. Além disso a frente tem uma ampla lista de apoiadores dentre os quais estão Gregório Duvivier, Vladimir Safatle, Tico Santa Cruz, Raquel Rolnik, Frei Betto, Ruy Braga e Ferréz.

A Frente Povo Sem Medo nasce em um momento muito importante do país, onde a crise dos ricos abre uma verdadeira temporada de pilhagem e retirada de direitos da classe trabalhadora. De um lado, a política de ajuste fiscal perseguida pelo governo Dilma repete o pior da austeridade levada adiante na Europa e em outros lugares do mundo, representando os maiores ataques às conquistas dos trabalhadores dos últimos anos e o principal objetivo do projeto burguês para o Brasil. Por outro lado, na esteira da falência da referência de massas do projeto petista absorvido pelo jogo sórdido da velha política, emergem as iniciativas reacionárias e conservadoras encampadas pelo corrupto Congresso Nacional, como a redução da maioridade penal, o estatuto da família, a lei antiterrorismo e a lei da mordaça contra o PSOL e as organizações políticas de trabalhadores.

Diante desse quadro um dos grandes desafios da classe trabalhadora é fomentar um amplo processo de resistência, construindo uma via alternativa tanto aos ataques contidos no projeto burguês de ajuste do governo federal quanto às saídas à direita. Para tanto é fundamental entender que os retrocessos impostos à classe trabalhadora aproveitam-se dos anos de fragmentação do mundo do trabalho, de produção flexível, de burocratização dos sindicatos e também das nefastas ilusões criadas pelo projeto de conciliação de classes lulo-petista.

Como ficou demonstrado pelas ações unitárias que conseguiram impedir ao menos momentaneamente a aprovação do PL 4330 das terceirizações a partir de abril e maio, é fundamental uma política de frente única independente que reúna os “debaixo” contra as medidas concretas do ajuste, contra a direita e por mais direitos, como está expresso no manifesto da Frente Povo Sem Medo.

Marcada desde seu início pelo chamado às mobilizações de rua autônomas e pela independência em relação ao Estado e aos governos, a Frente tem o grande desafio de ser um polo de aglutinação dos trabalhadores em defesa de seus direitos. Ao negar a defesa de um governo falido em um projeto eleitoral como é o caso da Frente Brasil Popular, a Frente Povo sem Medo com suas organizações e movimentos sociais pode ser um espaço de nova referência desde as bases trabalhadoras, aproximando-se inclusive de outras iniciativas no campo da esquerda socialista e democrática, com o intuito de retomar o protagonismo das lutas de rua na definição dos rumos do país. Vida longa ao povo sem medo!

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Na quinta edição da Revista Movimento, trazemos ao público um especial sobre a crise brasileira. Nele, publicamos longa entrevista com o economista Plinio Sampaio Jr., que oferece instigante diagnóstico do fracasso da política econômica conduzida pelos governos do PT. Fecham a seção dois artigos sobre o poder das corporações no capitalismo global e a teia corrupta que estabelecem com Estados e governos. Um conjunto de artigos sobre a situação internacional aborda as dificuldades enfrentadas pelo governo Trump, a crise na Venezuela e o avanço das lutas no Peru.

Abaporu

Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky Uma biografia inédita de Stalin escrita por Leon Trotsky

Leon Trotsky Joseph Stalin