Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

MORADIA PRA QUEM PRECISA: a ocupação São Luís obtêm vitória judicial!

Por Etevaldo Teixeira, PSOL/MES do Rio Grande do Sul

Na última sexta-feira, dia 10 de julho, os moradores da Ocupação São Luís em Porto Alegre realizaram manifestações pelo centro de Porto Alegre, além pressionarem o judiciário e, unirem-se a luta dos trabalhadores vinculados ao SINDJUS/RS(Sindicato da Justiça Estadual).

A mobilização unificada ocorreu em almoço coletivo. Em manifestações e ato de entrega do agravo de instrumento ingressado pelo Advogado Rafael Lemes e da Luciana Genro.

O agravo de instrumento concedido fundamentou-se em dois pontos: o primeiro uma vez que se encontra presente risco de lesão grave e de difícil reparação aos recorrentes (leia-se os moradores da São Luis); e o segundo a documentação que instrui o recurso denota a existência de fato novo, ou seja, legislação municipal que, em tese, teria passado a amparar juridicamente a posse dos ocupantes no local. Aqui, trata-se das AEIS, Áreas Especiais de Interesse Social, projeto apresentado pelos vereadores do PSOL Pedro Ruas e Fernanda Melchionna.

Na mobilização em frente ao Tribunal de Justiça ficava evidente a contradição daqueles que lutam pela moradia, enquanto aqueles – os juízes – que julgam os processos de reintegração de posse se autoconcederam ajuda moradia de R$ 4.377,73 (quatro mil trezentos e setenta e sete reais e setenta e três centavos.

Os dirigentes, do SINDJUS/RS (Davi Pio e Fabiano) e o líder da Ocupação São Luis (Juliano Fripp) uniram suas lutas pela defesa dos trabalhadores do judiciário e na luta por moradia digna.

A PASSEATA UNITÁRIA EXIGIA FIM DO AUXILIO MORADIA DOS JUÍZES E MORADIA PRA QUEM PRECISA! ESSE É O CAMINHO DA VITÓRIA!

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho