Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

Médicos de Pronto Socorro em Belém fazem paralisação de 24 horas nesta sexta-feira

Médicos do Pronto Socorro do Guamá, em Belém, irão paralisar suas atividades amanhã, 5, durante 24 horas. O atendimento será interrompido a partir das 7 horas. Somente os pacientes com risco de morte serão atendidos. A paralisação é em protesto contra as péssimas instalações da unidade hospitalar e a sobrecarga de trabalho, que triplicou após o incêndio ocorrido no PSM da 14 de março.

Inaugurado na gestão do ex-prefeito de Belém e atual deputado federal do PSOL Edmilson Rodrigues, o PSM do Guamá é, atualmente, o único da capital e atuava como referência estadual no atendimento de urgência e emergência hospitalar. Porém, sobrecarregado pelo incêndio do HPSM da 14 de março e sem receber investimentos em sua estrutura por parte da prefeitura tucana de Zenaldo Coutinho, o espaço se encontra com os equipamentos e mobiliários em processo de depreciação. Hoje, sequer o aparelho de eletrocardiograma – que se constitui como recurso obrigatório mínimo, segundo a portaria 2048/2002 do Ministério da Saúde – funciona efetivamente no hospital.

As dificuldades enfrentadas no local para atender os pacientes levaram a equipe médica a construir um documento, assinado por mais de 50 médicos, encaminhado hoje, 4, ao secretário municipal de saúde de Belém e à diretora do HPSM do Guamá. Segundo os médicos, pacientes com risco de morte se aglomeram na recepção e nos corredores do hospital e o aumento da demanda tem impossibilitado, inclusive, o intervalo para o almoço e de descanso dos plantonistas.

Os médicos relatam, ainda, que as péssimas condições do HPSM tem gerado uma insatisfação crescente entre os pacientes, contribuindo para agressões verbais e até físicas contra os trabalhadores do hospital. Eles reclamam, também, que o valor dos plantões não sofre reajuste desde 2011, contabilizando uma defasagem inflacionária de cerca de 30%, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (INPCA).

A equipe médica estabeleceu um prazo de 15 dias para que a Secretaria Municipal de Saúde de Belém se manifeste sobre os itens de reivindicação elencados. Eles alertam que, caso a pauta não seja atendida, podem deflagrar uma possível greve em defesa da saúde pública de qualidade e melhores condições de trabalho.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho