Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

EM TEMPO REAL: Greve dos trabalhadores em educação de Contagem-MG

O comando de greve dos trabalhadores em educação de Contagem-MG, juntamente com profissionais da saúde, após trinta e nove horas e vinte um minutos de uma ocupação heroica do saguão principal da prefeitura, decidiu transferi-la para a porta do prédio. Ela havia sido provocada pela decisão do governo de não negociar com a categoria e ainda por cima cortar o ponto dos trabalhadores. O corte, como tática para encerrar movimento, é uma prática autoritária e neoliberal do governo do PCdoB e seu prefeito, Carlin Moura, sem que este sinalize uma proposta sequer que seja implementada no atual mandato.

O comando de greve decidiu manter a ocupação externa como ato simbólico de alerta para que o governo não confunda a saída do interior do prédio como recuo e sim como mais um gesto para a retomada do diálogo. Em contrapartida, o governo comprometeu-se a trazer uma proposta discutível à mesa de negociação.
Nas discussões ocorridas durante todo o dia de ontem, com várias idas e vindas por parte do governo, os representantes da categoria ficaram indignados com a falta de propostas que atendam minimamente as reivindicações das/os servidoras/es. Sendo que, já há dois anos, o PCdoB em Contagem não faz sequer a recomposição da inflação, sendo notório o uso da máquina como cabide de empregos para acomodar todos que os seus aliados. Tal como no governo federal já demonstrou, isso não é correto, não é republicano e menos ainda pode levar à alguma coisa decente.

Hoje pela manhã acontecerá reunião do comando de greve e este irá apontar rumos para a Assembleia, que se realizará no período da tarde, sendo que estes apontamentos ainda podem sofrer alterações a partir das informações que vierem da reunião agendada com governo para às 11h.
Em meio ao movimento grevista, o governo por meio de sua Secretaria de Educação (SEDUC) convocou na tarde do dia 26/04/2016 uma reunião com os diretores das escolas, onde, de acordo com alguns profissionais presentes, declarou que o pagamento referente a restituição do corte de ponto está condicionado ao fim da greve. Esta atitude demonstra mais uma vez, a intransigência do governo Carlin Moura (PCdoB) e seus secretários.

E a esta ação a categoria responde: Não vai ter corte!!!

Alair Magalhães Professor, militante MES-PSOLl
Otto Ramos executiva estadual PSOL MG e coordenação MES-PSOL MG
Rodrigo Horta professor coordenação MES-PSOL MG diretor do Sindute-MG Subsede Contagem
Sandra Zica professora diretora SindUte MG Subsede Contagem, militante MES-PSOL
Sandro Santiago assistente escolar coordenação MES-PSOL MG diretor do Sindute -MG, Subsede ContagemCristiano Pessoa  professor  militante MES PSOL

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

A décima terceira edição da Revista Movimento dedica-se ao debate sobre os desafios da esquerda socialista no Brasil diante da crise nacional que se desenrola há anos e do governo Bolsonaro. Para tanto, foram convidados dirigentes do PSOL, do MES e de outras organizações revolucionárias que atuam no partido. O dossiê sobre a estratégia da esquerda e o PSOL reflete os desafios da organização de um polo socialista no interior do partido. Há também, na seção nacional, reflexões sobre a crise econômica brasileira, as revelações de The Intercept e as lutas da juventude e da negritude. As efemérides do centenário da escola Bauhaus e do cinquentenário do levante de Stonewall também aparecem no volume, além da tese das mulheres do MES para o Encontro de Mulheres do PSOL.

Solzinho