Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

Dirigentes do PSOL em Goiás aderem ao MES

Desde a fundação estamos, em grupo, buscando somar no fortalecimento do PSOL. Não de forma simplória limitada a uma sigla ou partido, mas principalmente na consolidação de uma sociedade humanamente justa e fraterna, e portanto desenhada nos fundamentos socialistas (Marxistas). Na qual unifica o PSOL que nasce com este compromisso

Enquanto Sindicalistas e professor, atuamos nas categorias de base e temos buscado ampliar o diálogo militando nas lutas de classe. Nas eleições, disputamos na expectativa de cumprimos o papel de alternativa à classe trabalhadora. Internamente, no partido, buscamos sempre manter o espaço e diálogo com outros grupos e correntes que tenham este compromisso de ampliar o sonho de uma sociedade socialista, possível com a conscientização de classe e formação política.

Acordamos que a união de toda a militância do PSOL fortalece o espírito de luta objetivada, e entendemos que as divergências internas são por menores diante deste projeto. Portanto, estar em uma determinada corrente ou grupo significa escolher a forma, o método que aproxima cada militante do resultado final do projeto socialista.
Pela jovem história do partido, concluímos e decidimos assumir o compromisso de somar a luta, juntamente com os camaradas do MES. A aproximação com estes companheiros tem nos deixado à vontade para esclarecer, debater e projetar o Partido de forma participativa e contempladora em Goiás e no âmbito Nacional.
Assim, assinamos e publicamos internamente ao partido, nossa decisão e reafirmamos que assumimos uma forma de militar que não exclui ou separa. Mas, nos fortalece enquanto partido nas suas diversidades de alcançar a sociedade socialista e humana que aglomera toda militância psolista.

Assinam esta carta:

Professor Reinaldo Assis Pantaleão;
Washington Fraga – STIUEG
João Maria de Oliveira – STIUEG

Leia mais:

PSOL de Goiás tem nova Direção, com eletricitário na presidência e professor na secretaria-geral

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

A décima terceira edição da Revista Movimento dedica-se ao debate sobre os desafios da esquerda socialista no Brasil diante da crise nacional que se desenrola há anos e do governo Bolsonaro. Para tanto, foram convidados dirigentes do PSOL, do MES e de outras organizações revolucionárias que atuam no partido. O dossiê sobre a estratégia da esquerda e o PSOL reflete os desafios da organização de um polo socialista no interior do partido. Há também, na seção nacional, reflexões sobre a crise econômica brasileira, as revelações de The Intercept e as lutas da juventude e da negritude. As efemérides do centenário da escola Bauhaus e do cinquentenário do levante de Stonewall também aparecem no volume, além da tese das mulheres do MES para o Encontro de Mulheres do PSOL.

Solzinho