Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

Comissão de auditoria à dívida grega iniciou seus trabalhos

A sessão de abertura dos trabalhos realizou-se este sábado no parlamento, com a presença do primeiro-ministro e do Presidente da República.

Fonte: Esquerda.net


 

A comissão vai funcionar no âmbito do parlamento grego e conta com o contributo de cidadãos gregos e estrangeiros. O belga Eric Toussaint, presidente do Comité pela Anulação da Dívida do Terceiro Mundo que já participou na auditoria promovida pelo governo do Equador, é o responsável pela coorenação da equipa internacional.

Na intervenção de abertura, a presidente do parlamento apresentou os objetivos desta comissão: identificar a parte ilegal, ilegítima e odiosa ou insustentável da dívida grega e mostrar à população toda a verdade sobre a forma como o país acumulou dívida na última década. Zoe Konstantopoulou recordou ainda o sofrimento causado ao povo grego pelas políticas apresentadas como necessárias para proceder ao reembolso da dívida.

A eurodeputada Sofia Sakorafa, nomeada responsável pelos trabalhos da comissão, lembrou o empenho político dos que nos últimos anos apoiaram a causa da auditoria à dívida e o Presidente da República Prokopis Pavlopoulos também interveio para apoiar esta iniciativa, considerando-a “um dever para com as próximas gerações”. Para o chefe de Estado grego, é necessário investigar os termos e condições em que a dívida grega foi formada para prevenir que se volte a repetir no futuro.

Para além das intervenções de vários ministros do Syriza e dos Gregos Independentes, a sessão de abertura deu também a palavra ao ex-relator especial das Nações Unidas sobre os efeitos da dívida no execício dos Direitos Humanos, Cephas Lumina, bem como à diretora do centro jurídico da London School of Economics, Margot Salomon, e à presidente da auditoria cidadã à dívida brasileira, Maria Lucia Fattorelli. Os trabalhos da comissão prosseguem este domingo e nos próximos dias.

Os partidos da oposição estiveram ausentes desta sessão de abertura. Nova Democracia, To Potami e PASOK não perderam tempo para atacar a presidente do Parlamento por realizar o que dizem ser um evento partidário do Syriza e dos Gregos Independentes.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho