Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

Luciana Genro: a cúpula do PT abandonou a esquerda há anos

As revelações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal são graves e contundentes. Estamos diante de uma crise grave, econômica e social, somada a uma situação política na qual a corrupção e os interesses empresariais são a marca dominante na política.

A delação de Delcídio, não confirmada mas também não desmentida por ele, se for de fato real, e ainda somada às investigações da PF e MPF, indicam o que suspeitávamos: o envolvimento, as ligações escusas de Lula e Dilma com empreiteiras. Mostram também o que já definimos desde 2003: a cúpula do PT abandonou a esquerda há anos.

lula-preocupado

É lamentável que uma liderança histórica como Lula tenha deixado de ser do povo para se aliar com as elites, governar com elas e delas receber presentes. Lamento porque o PT, quando surgiu, foi uma construção necessária. Há milhares de petistas honestos que não merecem isso. E lamento também porque os atos da cúpula ao redor de Lula e Dilma deram de presente para reacionários como Caiado, Aécio e outros do mesmo quilate, junto com suas mídias vendidas, com seu neoliberalismo contra o povo, instrumentos que usarão para tentar desmoralizar a esquerda e atacar o povo.

Esta direita, sabemos, sempre foi parte dos mesmos esquemas agora descobertos pela Polícia Federal, quer o poder para aumentar seus privilégios e aplicar o ajuste antipopular que Dilma já começou. Querem avançar nas privatizações e no desmonte dos serviços públicos.

De nossa parte sentimos aumentar nossa responsabilidade para construir uma esquerda que não tem medo de dizer seu nome e não se alia com as elites para governar contra o povo. Vamos construir uma alternativa que resgate a esquerda coerente, independente da burguesia e seja um instrumento de luta para o povo enfrentar os ataques ao seu nível de vida, a corrupção e este sistema político apodrecido. Uma esquerda que possibilite construir um campo que se converta em uma alternativa de poder que ainda não existe.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho