Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

#26M Dia Nacional de Luta da Educação: Veja fotos de todo o Brasil

O #26M aconteceu. Estudantes e professores de todas as regiões do Brasil se manifestaram nesta quinta-feira em defesa da educação e contra o ajuste fiscal de Dilma e Levy. De diversas maneiras, a juventude brasileira expressou sua indignação com o ataque dos governos aos seus direitos, enquanto os mais ricos continuam com os privilégios intactos.

Passeatas, trancaços, catracaços, ocupação de reitorias… Houve de tudo no Dia Nacional de Luta Pela Educação. No aniversário de Porto Alegre, por exemplo, mais de 4 mil estudantes do Ensino Médio e universitários marcharam reivindicando passe-livre e mais verbas para o ensino público.

Já em Brasília, centenas de manifestantes foram às portas do MEC arrancar uma reunião com os dirigentes da Educação do país na atualidade. A promessa de que todas as bolsas do FIES estarão liberadas até 15 de abril redobra o estado de atenção dos milhares de estudantes que dependem deste direito para acessar o ensino superior.

Em São Paulo, o #26M foi marcado pela mobilização dos estudantes da USP e da UNIFESP contra a precarização das universidades públicas, pelo ato dos bolsistas do FIES e pelos movimento populares em apoio à greve dos professores do Estado de SP, tanto na capital quanto no interior.

No Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pará, Amazonas, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Santa Catarina, para citar alguns estados da “Pátria Educadora”, a tônica não foi diferente e a bandeira da taxação dos ricaços para sustentar o investimento em educação pública apareceu com força.

Confira como foi o #26m – Dia Nacional de Luta da Educação pelo Brasil:

Porto Alegre – 4 mil estudantes secundaristas tomaram as ruas da capital do Rio Grande do Sul para denunciar os cortes na Educação promovidos pela presidente Dilma Rousseff e pelo governador José Ivo Sartori e reivindicar o passe-livre estudantil.

 

Texto: Charles Rosa

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Neste mês de março, preparamos uma nova edição da Revista Movimento, dedicada especialmente para a reflexão e elaboração política sobre a luta das mulheres. Selecionamos um conjunto de materiais – artigos teóricos, textos políticos, documentos e uma especial entrevista – com o intuito de aprofundar o esforço consciente demonstrado por nossa organização nos últimos anos em avançar na compreensão sobre o tipo de feminismo que defendemos, bem como sobre o papel essencial e a importância estratégica que a luta feminista tem para a construção de um projeto anticapitalista. Um desafio exigido pela atual conjuntura, marcada pela ascensão de governos de extrema-direita no mundo, na qual o movimento feminista tem se apresentado como contraponto e trincheira de resistência fundamental. Por isso, esta edição pretende, antes de mais nada, auxiliar e fortalecer nossas intervenções feministas nesse momento, a começar por duas datas muito significativas que inauguram este mês: o 8 e o 14 de março, dia em que se completará um ano do brutal assassinato de nossa companheira Marielle Franco. Esperamos que seja proveitoso e sirva como instrumento para as nossas batalhas. Boa leitura!

Solzinho