Movimento Esquerda Socialista (MES/PSOL) MES MES: Movimento Esquerda Socialista

15 de abril: Dia Nacional de Luta e Paralisações

Por Luciana Genro

A inflação corrói o poder de compra do povo. A corrupção assola o conjunto das instituições, desde o Congresso Nacional até o governo federal. A resposta que estes podres poderes dão ao povo é ataques e mais ataques aos direitos sociais.

Esta situação colocou de forma clara a necessidade de unificar e massificar a luta. O MTST, a CUT, a Conlutas, a Intersindical, o MST, entre outros movimentos sociais, como o Coletivo de Juventude JUNTOS, se uniram para ir às ruas no dia 15 de abril para um grande dia de luta e enfrentamento ao ajuste fiscal contra o povo e a retirada de direitos.

Além dos cortes nos investimentos e gastos sociais, estamos diante de propostas legislativas extremamente graves. Primeiro foram as MPs 664 e 665 que atacam o seguro desemprego, auxílio doença e o direito às pensões. Agora vimos a aprovação do PL 4330 que praticamente acaba com os direitos trabalhistas ao permitir as terceirizações indiscriminadas, o que vai colocar, como disse o sociólogo Ruy Braga, o trabalhador brasileiro em padrão de direitos pior que o do chinês. Para ilustrar este horror basta lembrar que nada menos do que 35 das últimas 36 missões do Ministério do Trabalho para resgatar trabalhadores em situação análogas à escravidão envolviam empresas terceirizadas.

Nós do PSOL estaremos nas ruas no dia 15 e insistimos que a saída desta crise é pela esquerda. A única forma de barrar os ataques ao povo e o avanço das pautas da direita é unificar a luta para enfrentar a corrupção, o ajuste antipopular do governo e as medidas reacionários de Dilma e do Congresso Nacional.

Movimento - Crítica, teoria e ação

Apresentação

Publicamos a décima edição de nossa Revista Movimento. Dessa vez, celebramos os 80 anos de fundação da IV Internacional, comemorados em setembro de 2018, com uma seção especial. Há, também, artigos na seção internacional e de teoria. Fechamos esta edição quando a eleição brasileira se encerrava. Como não poderia deixar de ser, nesta décima edição de Movimento, apresentamos nossas primeiras análises sobre os resultados eleitorais. Sabemos que a vitória de Jair Bolsonaro trará graves ataques à classe trabalhadora e ao povo brasileiro. Estaremos com nosso povo, lutando em defesa das liberdades democráticas e de nossos direitos. Mais uma vez, esperamos que a revista seja uma ferramenta útil de construção e formação para nossos camaradas. Boa leitura!

Solzinho