Brasil PSOL Sindical

NOTA DO PSOL-MG SOBRE A VIOLÊNCIA CONTRA TRABALHADORES DA EDUCAÇÃO E DA SAÚDE EM CONTAGEM

Tropa-de-Choque
Escrito por MES

Na manhã desta segunda feira, dia 25/04/2016, os trabalhadores da educação e da saúde do município de Contagem, região metropolitana da Grande BH, ocuparam a sede da prefeitura da cidade em reinvidicação da pauta salarial e abertura de negociação com o governo.

Os trabalhadores da educação decidiram manter a greve, que dura mais de um mês, após terem seus salários cortados, como forma de retaliação a greve.

A categoria teve como resposta , além do corte de ponto dos servidores grevistas, a repressão típica de governos anti- democráticos, marca da gestão do prefeito Carlin Moura do PCdoB. A guarda municipal, juntamente com a tropa de choque da PM, agiram com spray de Pimenta e cacetetes contra os trabalhadores. Os trabalhadores ainda encontram-se ocupando o saguão , sem contato externo e sem poder receber comida e água até o momento em que esta nota foi redigida.

Salientamos que mesmo governo Carlin, que isenta empresas de ônibus, prefere manter a cartilha do governo federal de cortes e ajustes que pesam sob os trabalhadores. O mesmo governo Carlin, do PCdoB, base aliada do governo Dilma, que chama pela democracia, não respeita o direito democrático dos trabalhadores de fazer greve e reivindicar melhores condições de trabalho.

É inadmissível o uso da força policial contra a luta dos trabalhadores! Tendo em vista que a Guarda Municipal é responsabilidade do município e a Polícia Militar é responsabilidade do Estado, a prefeitura de Contagem (PCdoB) e o governo de MG ( PT) são responsáveis diretos por tamanha barbárie. O PSOL entende que as negociações devem seguir  sem violência e mais retaliações, como já feito no que tange o corte de ponto.

O PSOL se solidariza com a luta dos trabalhadores em educação e repudia veementemente o uso da força contra quem se opõe as truculência de um governo cada vez mais neoliberal.

Executiva e Diretório Estadual do PSOL- Minas Gerais

Sobre o autor

MES

Comente