Rio Grande do Sul

MOBILIZAÇÃO na reta final, para vencer o PMDB no segundo turno

eleicoes-poa
Escrito por MES

Por Roberto Robaina, presidente do PSOL/Porto Alegre, e Israel Dutra, presidente do PSOL/RS

A cada dia que passa, temos verificado nas ruas um apoio firme e crescente à candidatura de Luciana Genro para a prefeitura de Porto Alegre. Uma parte importante do povo, seus setores mais conscientes e ativos, está empolgado com a possibilidade real de mudança na nossa cidade a partir da vitória de Luciana Genro. Nossa campanha de mãos limpas tem inserção em todos os setores sociais, nas categorias profissionais, no funcionalismo público, nos aposentados, nas mulheres, nos negros e negras, na juventude e na população LGBT – onde encontra um carinho e um acolhimento muito grande.

A força que recebemos das ruas nos dá a certeza de que podemos vencer, mesmo lutando em condições completamente desiguais de disputa. A mudança na lei eleitoral, conduzida pelo Eduardo Cunha e sancionada pela Dilma, então no poder, condena o PSOL a praticamente não existir na propaganda de televisão e de rádio. Esta mudança foi orquestrada para liquidar qualquer alternativa real de mudança, mas nós estamos provando que a força de uma nova política é imparável.

Temos clareza de que as candidaturas dos partidos tradicionais, que representam uma elite corrupta e expressam as posições mais reacionárias na nossa sociedade, são as grandes beneficiadas com esta disputa desigual e tendem a crescer nas pesquisas não porque são uma alternativa para melhorar a vida do povo, mas porque possuem uma superexposição diária na televisão. De que outra forma se explicaria o crescimento de uma candidatura como a de Sebastião Melo, que representa um projeto desgastado que está há 12 anos no poder? Uma candidatura impopular, diretamente associada ao PMDB do Sartori, do Eduardo Cunha e do Michel Temer, só pode crescer baseada em um grande esforço publicitário. As pesquisas que devem sair ainda nesta semana certamente indicarão que será esta candidatura que irá para o segundo turno.

Diante deste cenário, nosso desafio é demonstrar que somos a única candidatura que realmente pode derrotar o PMDB. Ninguém mais pode denunciar de forma clara os esquemas de corrupção que envolvem o PMDB e que envolvem também os demais partidos da casta política. Somos a única candidatura que nunca se aliou ao PMDB. O PT não apenas governou o país durante 13 anos tendo o PMDB como seu principal parceiro político, como mesmo após o impeachment segue se aliando ao partido em mais de mil municípios brasileiros e em mais de 100 cidades do Rio Grande do Sul. O PT, que vem perdendo sucessivas eleições para o PMDB em Porto Alegre desde 2004, cada vez com um desempenho mais sofrível, não tem a menor condição de ser uma alternativa ao continuísmo e derrotar Melo no segundo turno. Muito menos o Marchezan, do PSDB, que tem como seu principal aliado o PP – um partido que esteve no governo municipal este tempo todo e que foi responsável pelas mais recentes falcatruas reveladas pela imprensa, envolvido nos escândalos do DEP e da FASC. Além disso, o PP, aliado do Marchezan, é o partido campeão de envolvimento na Lava Jato.

Portanto, nesta reta final da campanha, temos que travar uma batalha nas ruas e nas redes pela mudança real em Porto Alegre, garantindo a presença de Luciana Genro no segundo turno e demonstrando que somos a única candidatura capaz de derrotar o PMDB e iniciar um novo ciclo de transformações na nossa cidade. Raul Pont e Nelson Marchezan Jr não são viáveis nesta luta contra o continuísmo. Mas eles têm mais tempo de TV do que nós, o que nos coloca em um esforço de resistência neste momento, enquanto a campanha segue dominada pela publicidade, não pelos debates públicos. Serão os grandes debates na televisão que ocorrerão nos próximos dias, onde Luciana consagra seu desemprenho, apresenta propostas concretas para governar com as mãos limpas e confronta os adversários, que nos conduzirão ao segundo turno. E no segundo turno, com tempo igual a Melo na televisão, vamos garantir a vitória.

Por isso faremos uma disputa voto a voto para estar no segundo turno e derrotar o PMDB. Nosso desafio é reforçar a militância e confirmar Luciana Genro como a única alternativa capaz de vencer e mudar Porto Alegre de verdade.

Sobre o autor

MES

Comente